Feeds:
Posts
Comentários

Ser chique!

Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como atualmente. A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas. Assim, para ser chique é preciso muito mais que uns guarda-roupas recheados de grifes importadas. Muito mais que um belo carro alemão. O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta.

Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com seus imensos decotes. Mas que, sem querer, atrai todos os olhares, porque tem brilho próprio. Chique mesmo é quem é discreto, não faz perguntas inoportunas, nem procura saber o que não é da sua conta. Chique mesmo é parar na faixa de pedestre e abominar a mania de jogar lixo na rua. Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e as pessoas que estão no elevador. É lembrar do aniversário dos amigos. Chique mesmo é não se exceder nunca. Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.
Chique mesmo é olhar no olho do seu interlocutor. É “desligar o radar” quando estiverem sentados a mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção à sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra (é uma pena que poucas pessoas saibam o que é isso). É ser grato a quem lhe ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios. Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, mas ficar feliz ao ser prestigiado. Mas para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre do quanto que a vida é breve e de que vamos todos para o mesmo lugar.
Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se cruzar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem. Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!

Texto de o livro “A quem interessar possa”, de Gilka Aria.

Coldplay, aí vou eu!

A banda britânica Coldplay vem ao Brasil e eu, pasmem, vou estar lá na Apoteose para acompanhar tu-do!

Confesso que tem muuuiittooo tempo que não curto um show e para melhorar, ainda consegui uns dias de folga no trabalho para estender minha estadia na Cidade Maravilhosa, pegar uma praia e descansar um pouco! Afinal, mereço!!

Depois conto como foi e prometo postar muitas fotos aqui!!!

Ultimamente ando meio sumida deste blog. Isso não pode acontecer…

Tanto trabalho, tantas obrigações que acabo deixando os “meus espaços”, as minhas diversões de lado! Vou tentar melhorar…

Bem, hoje vou compartilhar com vocês uma música que me inspira muito, em qualquer momento da vida. A versão que coloco aqui  é da Miley Cyrus (a Hannah Montana!), mas a mesma música já foi gravada por outros artistas.

Resumindo a música tem uma letra linda e é super inspiradora para todos aqueles que buscam motivação para alcançar um objetivo!

Aproveitem!

Quer ajudar alguém?  Siga algumas dicas para tirar o que está entulhando em sua casa e melhorar a vida de algumas pessoas.

Uma lista pra vc começar  …

1. Aquele computador que você não usa mais:
CDI – Centro de Democratização da Informática.
É uma ONG que trabalha com a população carente do DF e entorno e que necessitam de doações de equipamentos   para continuarem o trabalho.
Marco Ianniruberto – Secretário Executivo do CDI-DF diretoria@cdi- df.org.br
Aldiza – aldiza@esquel. org.br
201 Bloco A Sala 123 Brasília – DF
(61) 3322-7233

2. Fazer crianças felizes doando bicicletas usadas
Rodas da Paz
Como: Recebe doação de bicicletas novas, usadas, com defeitos ou quebradas. Consertam/Reformam e doam para
creches/crianç as carentes. As que não tiverem conserto, eles fazem a tricicleta para deficientes físicos.
thebruce@terra. com.br
www.osteixeiras. com.br
Maurício 8408.8498
Andréia 9986.2911 / 3447.4551

3. Devolver a boa visão a pessoas que não podem comprar óculos
Voriques Óptica
Como: Recebe óculos com defeitos ou quebrados. Consertam e doam para idosos e crianças carentes.
Centro Médico de Brasília
SHLS 716 Bloco F loja 16/43
Voriques 3346.6100
Marina/Walace 3346.9692 (marketing)
marketing@voriques. com.br
assessoria@voriques .com.br
Pátio Brasil Shopping – Térreo Loja 104W
3225.8586 / 3223.3496
Centro Comercial Gilberto Salomão – Lago Sul
3248.6952 / 3364.3616

4. Melhorar a qualidade de vida de centenas de família
100 Dimensão
Sônia
Ângela 8442.3275 angel01@hotmail. com
Como: Recebe eletrodomésticos usados e com pequenos defeitos, restauram e repassam.
QN 16 conj. 5 lote 2 Riacho Fundo II (na entrada)

5. Ajudar a cuidar de dezenas de crianças que foram abandonadas
Aldeias SOS
www.aldeiasinfantis .org.br
Como:Recebe roupas, alimentos, brinquedos,etc

6. Fornecer remédios para quem não pode comprar
Remédios
Recebe doação de remédios
Quem forneceu os contatos foi a Dra. Neide (HRAN) 3325.4249 neide@linkexpress. com.br

7. Grêmio Espírita Atualpa B arbosa Lima
SGAS Qd. 610 Conj.
3443.2000
Responsável: Lenira Viana

Como:Recebe roupas, alimentos, brinquedos, e realiza trabalhos de assistência e promoção social

8. Centro Espírita André Luiz – CEAL
QE 16 – Área Especial – Guará I
3568.8629
Responsável: Lucival ou Maria Miranda

Como:Recebe roupas, alimentos, brinquedos, e realiza trabalhos de assistência e promoção social

9. Salvar a vida de muitas pessoas
Doação de Sangue

Como: Doando sangue
Hospital de Base
SMHS, Quadra 101, área especial, Brasília. Tel: (61) 325-4050.
Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 03, conjunto A, Bloco 03, próximo ao HRAN, no início da Asa Norte. O
atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e aos sábados das 7h às 12h. Outras informações
pelos telefones 160 e 3327 4424/4410 ou no site www.fhb.df.gov. br

Distrito Federal: Fundação Hemocentro de Brasília. Endereço: SMHN Quadra 03 – Conjunto A, Asa NorteTelefone:
(61) 327-4462/64 Fax : (61) 327-4442 Coordenadora: Dra. Maria de Fátima Brito PortelaEmail: pr@fhb.df.gov. br

10. Devolver a boa qualidade de vida a uma pessoa
Doação de Órgãos
Como: Doando orgãos. Disque Saúde – Transplante: 0800 61 1997
http://dtr2001. saude.gov. br/transplantes/ hotsite/

http://www.abto. org.br/populacao /populacao. asp

Central de Captação de Órgãos – SMHS-Hospital de Base do DF, mezanino, sala 102 (61) 325 5055

11. Participando com gente que combate a corrupção
Combate à corrupção
Como: Veja no site www.amarribo. org.br

12. Agente Cidadão
www.agentecidadao. org.br
adilson@agentecidad ao.org.br

13. Doando livros sobre temas ambientais
Associação Amigos do Futuro
doação de livros, vídeos, revistas, monografias ambientais 3346.0422

14. Se você é jovem e quer se juntar a outros jovens que estão fazendo algo pelo próximo
ONG Sonhar Acordado

www.sonharbrasilia.com.br

Voluntariado – passe um dia com uma criança carente
Doação de roupas, calçados, alimentos,
materiais de construção.

15. Doando kimonos usados
Tranquillini.
Ele dá aulas de judô para crianças carentes de 7 a 17 anos e recebe kimonos usados.
tel: 3224-7728
e-mail: tranquillini@ abordo.com. br

16. Seus potes de vidro usados podem ajudar a salvar vidas de muitos bebês (e seu leite também)
Campanha de vidros para armazenar Leite Humano
Berçário do Hosp. Santa Helena
Acima de 30 vidros eles buscam em casa
3215.0029
Vidros de maionese, nescafé ou qualquer outro com tampa de plástico.

17. Os livros que você não quer mais não devem ir para o lixo
COPE Espaço Cultural
Compra,vende, troca (novos e usados) livros, bibliotecas, Cd’s e RPG
Recebem livros abaixo da 5ª série e doam para escolas públicas.
3274.1017 CLN 409 Bl D lj 19/43 Asa Norte
3201.1017 SIA/Sul Conj. B lojas 418/420 Feira dos Importados

Veja que legal esse site: www.livrolivre. com

18. Podemos ainda ser voluntários doando roupas, alimentos, nosso tempo e nossas competências para diversas entidades que trabalham com diversos públicos.
Diretora de eventos do Movimento Orgulho Autista Brasil Mara – avó do Victor, autista, 7 anos – Brasília –
D.F. http://marafg. multiply. com/ (2005) http://queridovicto r.weblogger. terra.com. br (2004)

Um Meio ou uma Desculpa

Por Roberto Shinyashiki

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo. Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores pois…

Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO.
Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA.

O fim de semana foi bem bacana, regado com programas diferentes. Mas sábado foi o dia para mim!

Sexta-feira foi tranquilo, dia de jantar com as amigas. Tenho duas amigas que amo muito. Nos conhecemos na faculdade e hoje somos grandes amigas.

Sábado, o grande dia do meu fim de semana saí e me aventurei nas águas do Lago Paranoá. Aqui em Brasília o lago é famoso por atrair lanchas, Jet-skys e esportes aquáticos. Apesar de não termos mar, temos a 3ª maior frota de embarcações de lazer do Brasil.

Bem, estou aprendendo a fazer wake-board e estou adorando. Fora os tombos que já levei, (foram vários, um pior do que o outro) até que estou indo bem! Esta foi minha 4ª tentativa e finalmente consegui ficar em pé. Foram 5 ou 6 segundos surfando. Fiquei tão feliz que sai de lá cantando: “Eu sou surfista, do Lago Paranoá…eu sou surfista do Lago Paranoá”, uma música do antigo grupo Natiruts.

Coitada de mim…HAHAHHAHAHAHHA que comédia! Mas é porque representou uma conquista para mim. Sério, nunca fui muito adepta de esportes e este está me conquistando!

Acordei quebrada… toda doida, mas faz parte! Qualquer dia, quando eu estiver mais “estável” nas águas da capital federal, posto uma fotinha aqui!

Bom, não sei se mencionei, mas tenho grandes preocupações na minha vida profissional. Moro em Brasília e aqui, o mundo gira em torno de concursos públicos. Quem nunca estudou para um, mais cedo ou mais tarde, vai estudar.

Comecei a estudar em novembro de 2007. Meu ritmo no começo era intenso e até eu me surpreendi com meu empenho e dedicação. Estava estudando para o Tribunal Superior de Trabalho (TST). Fui bem na minha primeira prova… mas o bem nunca é suficiente. Em concursos você tem que ser perfeito, tem que gabaritar! Este é o lema. Depois de 3 ou 4 concursos indo “bem”, comecei a desanimar… Percebi que o meu esforço tinha que ser maior e me faltava tempo para isso. Quem quer estudar precisa de tempo…

Ontem recebi o resultado de uma prova de concursos para ser jornalista da FAB. Por milésimos de pontos não fui chamada… Isto é simplesmente desolador, na minha opinião. Agora tem outros mil concursos por aí e não consigo saber se continuo investindo tempo e dinheiro nisso! Cada concurso que surge me vejo de novo na estaca zero, tendo que estudar matérias novas e conteúdos gigantescos!

Provavelmente sou mais uma nesta batalha dos concursos públicos… Mas não pensem vocês que quero ser servidora pública para ficar no bem bom do serviço público não! Sempre gostei de trabalhar e sempre me dediquei ao máximo em tudo que faço. Quero só estabilidade, segurança no emprego, o que infelizmente, o emprego particular não oferece.

Tenho 25 anos, tenho sonhos de casar, ter meus filhos, meus cachorros… Mas quero ter tempo e segurança para cuidar de minha família. Quero ir almoçar em casa, esperar meu marido com a janta pronta, levar meus filhos para passear e criar e educar meus filhos. Não quero que cresçam apenas nas companhias de babás e professoras. Quero curtir isso, todas as fases!!

A única solução que me resta é voltar a estudar, voltar a me dedicar, abdicar de saídas para estudar o tempo que for necessário. Tem uma frase que eu gosto muito: “Sonhar é acreditar que algo vai dar certo!” E eu sonho alto! Mas sei que todos meus sonhos são possíveis!

Alguém mais passa ou já passou por alguma experiência parecida?